AGRICULTURA

Valor da produção agropecuária de 2021 está estimado em R$ 1,113 trilhão
O faturamento das lavouras cresceu 12,3% e o da pecuária, 5,4%. Destaques são soja, milho, cana-de-açúcar e café


Foto: Wenderson Araujo/ CNA/ Trilux

O valor bruto da produção agropecuária (VBP) de 2021 vem sendo impulsionado por lavouras, que cresceram 12,3%, e pela pecuária, com crescimento de 5,4%.  Os destaques são soja, milho, cana-de-açúcar e café. Na pecuária, o melhor resultado é observado em carne bovina e carne de frango.

Entre os produtos com maior contribuição ao VBP neste ano estão: soja (R$ 361,4 bilhões), milho (R$ 124,8 bilhões), cana-de-açúcar (R$ 85,4 bilhões), café (R$ 40,1 bilhões), algodão (R$ 26,9 bilhões). Estes cinco produtos representam 57,3% do VBP de 2021.

O valor é expressivo, embora o produtor tenha enfrentado a falta de chuva e as geadas, como explica o coordenador geral de Planos e Cenários do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), José Garcia Gazques. 

“Nós tivemos problemas com falta de chuva,  tivemos secas e também geadas. Esses eventos climáticos prejudicaram as lavouras, principalmente o milho, mas afetou também o café, feijão e outras lavouras.”

A alta no faturamento está ligada tanto ao aumento de produção, a valorização das commodities como à desvalorização do real frente ao dólar, de acordo com  Beto Barreto ,coordenador de Análise Territorial do Grupo de Políticas Públicas da Esalq/USP.

“Essas três coisas deram esse aumento tão grande,  que fez estourar a safra brasileira ao patamar de 1 trilhão.”

VBP para 2022

O valor estimado para o VBP em 2022 é de R$ 1,164 trilhão. Esse valor é 4,5% acima do obtido em 2021. Ainda com destaques para a liderança da  soja, do milho e do café.

Safra de grãos recorde em 2022

Com o clima a favor dos produtores na maioria das regiões produtoras de grãos no país, a safra nacional pode chegar a 291,1 milhões de toneladas na temporada 2021/22, segundo levantamento divulgado neste mês  pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). 

Soja e milho continuarão liderando os números. Para a soja é esperada uma colheita de 142,8 milhões de toneladas, desempenho que mantém o país como o maior produtor mundial.   Para o milho, a expectativa de crescimento é de 34,6% na produção total, com um volume previsto em 117,2 milhões de toneladas. 

O volume a ser colhido deverá ser superior em 38,3 milhões de toneladas, se comparado com o ciclo anterior, o que representa um incremento de 15,1%.

O crescimento da produção acompanha a elevação da área plantada. Segundo a Companhia, os agricultores brasileiros destinarão cerca de 72 milhões de hectares para o plantio dos grãos, incluindo culturas de 1ª, 2ª e 3ª safras, aumento de 4,3% sobre o período 2020/21.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



AGRICULTURA  |   19/01/2022 00h52





AGRICULTURA  |   17/01/2022 12h51


AGRICULTURA  |   17/01/2022 12h45