SAÚDE

População de Aparecida aprova a vacinação ampliada contra a covid-19
No município, segundo dados da Secretaria de Saúde, 85,77% da população com mais de 12 anos de idade já recebeu a primeira dose contra a Covid-19. Com o aumento dos pontos de imunização, a expectativa da pasta é de ampliar com mais rapidez e eficiência a cobertura vacinal


Foto: Rodrigo Estrela

Desde quinta-feira, 18 de novembro, a Prefeitura de Aparecida descentralizou ainda mais a vacinação contra a Covid-19 aumentando de 10 para 39 salas de imunização espalhadas por toda a cidade, sendo 37 delas em Unidades Básicas de Saúde (UBS´s), além da Central de Imunização e do drive-thru da Cidade Administrativa. Ontem, 19, no segundo dia dessa ampliação, cada um dos pontos de vacinação oferece todas as doses do esquema vacinal (primeira, segunda e terceira) sem necessidade de agendamento e a população tem aprovado a medida, que facilita o acesso aos imunizantes.

A coordenadora de Imunização Renata Cordeiro destaca também que, desde o dia 18, seguindo as diretrizes do Ministério da Saúde (MS), os profissionais da Secretaria de Saúde (SMS) têm aplicado a dose de reforço da vacina contra a Covid em toda a população acima de 18 anos que tenha completado o esquema vacinal de duas doses há cinco meses: “Esse é o intervalo mínimo entre a segunda dose e o reforço, independentemente do tipo de imunizante recebido na primeira aplicação. Antes, apenas idosos, imunossuprimidos e profissionais de saúde estavam autorizados a receber a terceira dose em Aparecida. Agora, todos que já receberam a D2 até 16 de junho devem procurar um dos 39 postos para receber a dose de reforço”.

Renata Cordeiro acrescenta que a ampliação dos postos e a inserção das três doses da vacina contra a Covid em todos eles e sem necessidade de agendamento prévio agradou a população. “Com muito planejamento, pudemos realizar essa ampliação e encerrar o funcionamento dos drives do Aparecida Shopping e do Centro de Especialidades sem prejuízo para as pessoas, que agora têm acesso às vacinas mais perto de suas casas e locais de trabalho. Vacinadores de todas as regiões da cidade estão relatando que a população está aprovando a novidade e buscando a imunização, o que é excelente para aumentar a proteção coletiva”, afirma ela.

Responsabilidade social

Nesse sentido, senso de coletividade é o que demonstrou o árbitro de futebol Fabrício Vilarinho, de 41 anos de idade, que tomou a terceira dose contra a Covid-19 nesta quinta-feira: “A gente fica protegido e faz o papel como cidadão. Estou sempre em contato com jogadores e aglomerações e sei que é preciso evitar ser contaminado. A vacina e a ciência são importantes e dessa forma a gente sai dessa pandemia e consegue voltar à normalidade”.

Já Bruna Giselly, que teve a Covid-19 com alguns sintomas, mas sem agravamento, foi tomar a segunda dose emocionada e com um “sentimento de leveza e de felicidade, muita paz, uma esperancinha de que tudo vai se regularizar e melhorar. Na minha família tiveram casos graves e até um fatal na época em que ainda não tinha vacina. Depois do imunizante, todo mundo que pegou foi mais leve”.

Diego Ivys, que aguardava ontem para receber a terceira dose, ressaltou a importância da vacinação para a diminuição dos casos no município e aproveitou para conclamar as pessoas: “Quero aproveitar para chamar todo mundo para se vacinar, inclusive aqueles que estão completando os cinco meses após a segunda dose. Aproveitem, não está tendo filas longas, os postos aumentaram, venham se proteger”.

Quem também demonstrou cuidado com a própria saúde e preocupação com o bem-estar comunitário foi Jorceli das Dores Alves Borges. Ela foi ao drive da Cidade Administrativa tomar a terceira dose e enfatizou que “estou em dia também com outras vacinas, como a da gripe. Reforço para as pessoas que venham se vacinar porque a pandemia ainda não acabou e continua sendo um risco. Usem máscara e continuem se cuidando”.

De acordo com o último boletim de vacinação divulgado pela SMS, desde o início da Campanha de Vacinação contra a Covid-19, em 20 de janeiro, até o último 17 de novembro, Aparecida já aplicou 749.132 doses de imunizantes na cidade. Desse total, 409.895 foram D1, 305.357 foram D2 e 17.170 foram doses de reforço (terceira dose). 16.710 moradores receberam vacinas em dose única. Ao todo, o município já recebeu 805.690 doses de vacina e em 17 de novembro o estoque de imunizantes em Aparecida era de 12.570 doses da Pfizer, 9.250 da AstraZeneca e 8.620 da Coronavac.

Primeira dose

Em Aparecida, qualquer pessoa acima de 12 anos pode receber a primeira dose da vacina contra a Covid mediante a apresentação de documento de identidade ou certidão de nascimento, cartão SUS ou CPF. Menores de 18 anos precisam estar acompanhados de algum responsável.

Segunda dose

Para receber a segunda dose basta apresentar documento de identidade e CPF ou Cartão SUS e o Cartão de Vacinação, de acordo com os intervalos mínimos previstos entre a primeira e a segunda aplicação, seguidos pela Secretaria de Saúde: 28 dias para a Coronavac e oito semanas para Pfizer e AstraZeneca.

Terceira dose

Qualquer pessoa que tenha recebido a segunda dose da vacina contra a Covid há cinco meses pode receber a dose de reforço (terceira dose), mediante a apresentação do documento de identidade e CPF ou Cartão SUS e o Cartão de Vacinação. Ainda não está disponível a aplicação da dose de reforço em quem recebeu vacina de dose única (Janssen). 





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



SAÚDE  |   04/12/2021 11h06

Aparecida de Goiânia - GO
 




SAÚDE  |   08/11/2021 17h04

Aparecida de Goiânia - GO
 

SAÚDE  |   20/10/2021 17h26

Aparecida de Goiânia - GO